A paixão que virou profissão – Turismóloga viaja sozinha…

Apaixonada por viagens, a paulista Aryadine Rocha, 28 anos, resolveu unir o útil ao agradável ao definir sua profissão: turismóloga. Há quatro anos, ela tomou coragem e resolveu fazer a primeira viagem sozinha. O destino? 15 destinos paradisíacos do Nordeste brasileiro, começando por São Luís (MA) e terminando em Ilhéus (BA). Para cada cidade, Aryadine destinou de dois a três dias.

06_01_17_artearyadine

“Além de ser apaixonada pelos destinos brasileiros eu trabalho com turismo e sentia a necessidade de conhecer de perto lugares que só via por fotos. Sendo assim tirei um mês de férias e comprei minha passagem para São Luís (MA), mas não consegui nenhuma companhia, ninguém podia se ausentar tanto tempo e meu roteiro era bem específico. Resolvi ir sozinha mesmo”, lembra.

E não pense que Aryadine se intimidou diante do novo desafio. Para chegar aos destinos ela viajou de avião, ônibus, barco e até jardineira. “No início fiquei com medo, era tímida, mas essa é uma experiência libertadora. Você se permite fazer novas amizades, arriscar. Conheci gente de outros estados, nacionalidade e vi como os moradores locais viviam”, conta. Mas como toda boa aventura, a paulistana passou por alguns apuros. “Já errei o ônibus que ia pegar, mas brasileiro é um povo receptivo sempre tinha alguém para me ajudar a chegar ao destino”, conclui.

Depois da primeira experiência, Aryadine se animou e se sentiu confiante para se jogar na estrada e desbravar novos destinos. Nos planos das próximas viagens está Bonito (MS) e seus belos atrativos naturais. “Ainda não sei se irei sozinha ou acompanhada, mas para mim o importante é viajar”, afirma.