Skip to main content

Motivação – Compreendendo a lei da causa e do efeito

Somos a causa e o efeito dos nossos pensamentos e ações. Aquilo que colocamos em movimento confere a frequência em que vivemos. Em vez de sintonizar com a negatividade, escolha uma atitude positiva. Colhemos o que plantamos.

Jael Coaracy

Todos estamos sujeitos às leis que regem a vida no planeta. Independentemente do fato de termos, ou não, conhecimento delas, estamos submetidos a seus efeitos. E não há nada que possamos fazer para modificar isso.

A lei da gravidade, muito antes de ser formulada por Isaac Newton, já exercia a sua influência sobre todos os corpos na superfície do planeta. O mesmo acontece com as leis espirituais. Não é preciso acreditar nelas para que atuem em nossas vidas.

Vejamos a lei da causa e do efeito, também conhecida como lei do karma, destino ou fatalidade. Ela traz a oportunidade de sermos os construtores dos nossos destinos.  Para isso, precisamos aprender a plantar o que desejarmos colher.

 

Se a semeadura é livre, a colheita é obrigatória

Na natureza, conforme utilizarmos a força do vento e das águas, produziremos efeitos positivos ou destrutivos. O mesmo acontece na dimensão espiritual da vida. A comprovação disso está ao alcance de todos, o tempo todo.

A vida nos traz a oportunidade de rever nossas ações passadas menos boas, para repará-las com outros comportamentos e, assim, produzir efeitos mais próximos do que buscamos para nossas vidas.

Quem plantar laranjas não pode esperar colher cerejas. Com atenção, esforço, responsabilidade, todos podem aprender a selecionar o tipo de sementes que querem abrigar em seus pensamentos. Quando escolhemos o que vamos acolher em nossas mentes, impedimos que efeitos indesejáveis se manifestem em nossas experiências.

 

Texto protegido pela lei de Direitos Autorais. Para reproduzi-lo, em parte ou no todo é necessária a autorização expressa da autora.

Deixe uma resposta